domingo, 3 de setembro de 2017

Reflexão

Terras matreiras
Equações sociais mal resolvidas
Igualdades que coexistem nas teorias
Blasfêmias insanas que vagam pelo ar
E que mutilam pessoas
E que transfiguram esperanças
E que transgridem o equilíbrio
Pelo próprio “Eu”.

Terras matreiras
Que transbordam incógnitas
Que disfarçam desigualdades
Que ocultam verdades
Que oferecem eventos sociais
Que oferecem iscas
Pelo próprio deleite.

É o jogo “dominador e dominado”
É o cassino “roleta e apostador”
É a selva “caça e caçador”.

E no social, o povo clama, chora, implora;
Passado, presente e futuro;
É a mesma história.




Autor: Roberto Mello
Imagem: cocoparisienne